Cavaco: regresso ao futuro?

 

Na data esperada, à hora esperada e no local esperado, Cavaco Silva fez o anúncio esperado da sua recandidatura. O palco de ontem era familiar: em 2005, Cavaco tinha estado na mesma sala, à mesma hora, para anunciar a sua candidatura às presidenciais do ano seguinte. Quanto ao discurso, desta feita foi mais longo, mas também familiar. Tal como em 2005, Cavaco enfatizou a imagem que construiu ao longo dos anos, relembrando a sua experiência e conhecimento, posicionando-se acima dos partidos. A visão do papel do Presidente também se manteve constante. Apesar dos apelos cada vez mais insistentes por uma maior presidencialização, Cavaco mostrou-se indisponível para governar. Aliás, a preocupação em explicar os limites da presidência foi evidente ao longo do discurso – sinal de que Cavaco compreende o risco que a actual crise pode acarretar para si também.

 

Público

publicado por imprevistoseacasos às 08:49 | comentar | favorito
tags: