Deu-me uma fúria

 

O ambiente natalício apela à concórdia e à tolerância, eu sei. Mas quando um energúmeno com um especial talento para embrulhar umas prendas nos diz  - "Vai ter de esperar! Espero que compreenda!" - só porque me atrevi a tossir, enquanto o observava, algo desperta em nós de irreprimível. Não sei como não lhe chamei os nomes todos que me vieram à cabeça. Exigi um pedido de desculpas, ao que ele, teimosamente, me respondeu: "Está bem, já pedi". A quem? Pergunto eu.

publicado por imprevistoseacasos às 09:15 | comentar | favorito