O melhor disto, é dizer: BOM ANO DE 2011

 

Pensava, há pouco, que mal tinha perspectivado o novo ano. Falta de tempo, acreditei. Depois, com o sabor do café na boca, reconheci que esta coisa da passagem não é algo essencial. Afinal nada muda obrigatoriamente com o tic tac do relógio. Apenas envelhecemos, pouco mais há a registar. Mas, ainda assim, este ritual da passagem de ano obriga-nos sempre a olhar para trás. Essa é a sua grande virtualidade, ou castigo, não acham?

 

BOM ANO DE 2011!

publicado por imprevistoseacasos às 19:51 | comentar | favorito
tags: