Falhados.

 

Levantou-se, irritada, praguejando contra a velha do r/c. Teimava em reunir-se com as amigas, logo pela manhã, rindo com elas, falando das suas coisas. Quem é que queria saber de histórias de velhos? Só outros velhos, claro.

Ela não. Tinha uma vida. Tinha uma filha, um pássaro, a sua música e um imenso desdém por aquele gentinha do prédio.

Cambada de salafrários, pensavam que a enganavam, mas não, não deixava, ainda tinha a sua inteligência intacta, apesar das arrelias dos últimos anos.

Aquele prédio precisava de levar uma volta, começando por aquele casal de sanguessugas falhadas.Que raiva! Agora também os ouvia a descer as escadas e o parvo do marido, conseguia ver pela janela da sala, fraco e mole, ainda tinha ido buscar o carro para a falhada da esposa não se cansar. Infelizes, todos eles!

 

 

publicado por imprevistoseacasos às 08:58 | comentar | ver comentários (4) | favorito