Coisas...

 

 

"Brincava com as mãos, enquanto esperava que saíssem do quarto. Sempre preferira a mão esquerda, mais marcada pela escrita, pela vida, pelos esfregões de aço. Lá dentro ouvia-se uma discussão quase muda, e ali, perto do elevador de serviço, Madalena já via imagens ficcionadas do que seria o drama de outros, partilhado com ela."

publicado por imprevistoseacasos às 13:03 | comentar | favorito
tags: