Susan Sarandon

 

 

Susan Sarandon sempre se destacou pela sua frontalidade. A meu ver, esta actriz de excepção, sempre foi muito coerente quer na sua carreira, quer na sua crítica à política americana, sobretudo durante  era Bush. Ficam, por aqui, algumas das suas palavras divulgadas pelo Publico, durante a conferência de imprensa que ontem deu em Lisboa, no contexto do Lisbon Village Festival. 

"Não foi uma surpresa, foi uma confirmação: Susan Sarandon não usa meias-palavras e vai direita aos assuntos. Seja para dizer que se sentirá mais insegura em Nova Iorque caso o candidato republicano John McCain se torne Presidente dos EUA, ou para explicar que, apesar de achar óptimo que uma mulher seja Presidente, não apoiou a candidatura de Hillary Clinton por não acreditar que “a resposta seja qualquer vagina, tem que ser a certa”. (...) As expectativas que tem, neste momento, estão concentradas no candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, embora esteja convencida de que “quem vier a ser Presidente vai herdar um grande, grande problema”.   

 

publicado por imprevistoseacasos às 09:49 | comentar | favorito
tags: