estar em filas

Estar em filas significa penar. Tudo se complica a partir de Junho...aparentemente... pessoas em férias, poucas pessoas para atender. Os ansiosos impam nas filas, os conversadores aproveitam para meter conversa com qualquer um, os mirones sentam-se nas cadeiras e procuram um alvo. Depois há aqueles que pensam que estando colados a nós e respirando para o nosso pescoço os aproxima do balcão,  uma verdadeira estratégia para encurtar distâncias...

O atendimento prioritário causa verdadeiras discussões. Pais e mães que tentem fazer valer os seus direitos levam com comentários mistos, uns a favor, outros manifestam-se contra os abusadores. "Se eu soubesse também trazia a minha neta", "coitada da criança, podia ter ficado a dormir", etc., etc.. Depois ainda temos os acessos para deficientes...tendem a ser verdadeiras ratoeiras e promovem o suicídio de quem está na cadeira e daqueles que a empurram. Ou são verdadeiras ladeiras onde se podem atingir velocidades alucinantes ou subidas vertiginosas, provas de verdadeiro esforço para os bem intencionados.

Enfim, alguém gostará de filas?

publicado por imprevistoseacasos às 12:10 | comentar | ver comentários (2) | favorito