O ócio

 

 

Sabe bem e recomenda-se. Para alguns significa nada fazer, apenas estar, com vagar para tudo, contemplar, fruir. Para outros mais não é do que tédio, falta do que fazer, excesso de tempo livre, enfim bocejo.

Por mim, não me apetece negar o ócio, ou seja dedicar-me ao "negócio", apenas estar, divagar, apenas vagabundear pela escrita...

 

publicado por imprevistoseacasos às 09:50 | comentar | ver comentários (2) | favorito