06
Ago 08
06
Ago 08

Recordação 3: o vislumbre de uma baleia

 

Uma emoção enorme, ver aquele animal tão perto. A pressa em captar a imagem, esquecer as regras de ângulo, o perigo da água na máquina, aproximar o máximo possível o zoom, sorrir ao constatar, graças à era digital, a captação de um pouco daquele cachalote.

 

 

publicado por imprevistoseacasos às 17:03 | comentar | favorito
05
Ago 08
05
Ago 08

Agosto no Alentejo

 

Domina tudo. Este calor, o sol, o amarelo, a ausência de brisa fresca, a indolência. Nada se pode fazer a não ser acolher a modernidade dos ares condicionados, fechar tradicionalmente as portadas, dormir a sesta e começar a sorrir quando a tarde chega ao seu fim e o sol, condescendente, arrefece, afasta-se e dá lugar à tão desejada brisa nocturna.

publicado por imprevistoseacasos às 19:20 | comentar | favorito
04
Ago 08

Recordação 2: caminhada pelos mistérios negros

 

 

publicado por imprevistoseacasos às 23:53 | comentar | favorito

Recordação 1: Capelinhos

 

publicado por imprevistoseacasos às 23:46 | comentar | favorito
04
Ago 08

De volta...ficam as recordações e ainda o descanso...

É difícil voltar à realidade...fica algum vazio, mas sobretudo uma pouca vontade de voltar à rotina, aos compromissos, ao " ainda bem que já cá estás..."

Depois temos sempre as fotos, as recordações que com o tempo tendem a ficar mais românticas, sobretudo quando foram particularmente agradáveis. Lembro até hoje o meu primeiro dia em Praga. Muito nova, cheia de expectativas e sem grande experiências. Voltar lá foi difícil pois estava tão diferente, longe dos meus 22 anos...tanto. Diriam alguns amigos: "mais intolerante, mais crítica"... prefiro pensar que mais exigente e, sim é verdade, fiquei consciente de que as memórias podem ser datadas...

publicado por imprevistoseacasos às 23:06 | comentar | ver comentários (3) | favorito
02
Ago 08
02
Ago 08

A nova Biblioteca da Horta

A Horta tem um novo espaço que merece um ui de espanto pela sua modernidade clássica. A Biblioteca Pública e Arquivo Regional João José da Graça é um exemplo de como a insularidade pode ser atenuada, nomeadamente com equipamentos que promovam o desenvolvimento cultural das populações. Fiquei maravilhada com as linhas e os materiais do novo edifício, a par da manutenção do que já existia e tinha que ser preservado.

A Arquitecta Ana Veloso está de parabéns pela concepção de um espaço que atrai qualquer pessoa que procure um ambiente convidativo, oferecendo uma sala de leitura e empréstimo de livros, computadores, sala de exposições e o encanto de uma sala para os mais pequenos, verdadeiramente pensada para divertir e aprender. Um espaço a não perder.

 

publicado por imprevistoseacasos às 00:45 | comentar | ver comentários (1) | favorito
01
Ago 08
01
Ago 08

O pico do Pico

 

Ninguém resiste. Todos os turistas, os curiosos, os nostálgicos, os românticos, os sonhadores, os zés-ninguém, todos, todos, ao longo do seu dia na Horta, olham pelo menos uma vez, para o Pico. Os mais afortunados logram um visão do pico do Pico e sonham em escalar aquele deserto de verde e respirar vitoriosamente o ar das nuvéns.  Os conformados esperam por melhores dias e alegam que o melhor do Pico é a visão que a Horta oferece...

 

publicado por imprevistoseacasos às 01:39 | comentar | ver comentários (2) | favorito