O meu livro de Cabeceira II

 

 
Retrato do Artista Quando Jovem
 
 
 
Sinopse
A posição de James Joyce no panorama da ficção contemporânea é, tal como a de Marcel Proust, de iniciador de caminhos, ao mesmo tempo que lhe cabe a responsabilidade de liquidatário do sentido tradicional do romance europeu. Se Retrato de Artista Quando Jovem é apenas o trânsito para a desmesura do Ulisses e também o trânsito necessário para Finnegans Wake, a verdade é que representa um dos volantes do tríptico fundamental da obra de Joyce A história de um jovem Irlandês, educado pelos Jesuítas, aparece aqui em todos os seus múltiplos módulos.

 

 

publicado por imprevistoseacasos às 18:17 | comentar | favorito