Excertos VII

 

"Tinha voltado às caminhadas no paredão. Sempre encostado às pedras laterais, já conseguia andar com segurança, o que me permitia desfrutar cada passo de uma forma plena. Sentava-me com frequência sempre que um ruído barrava a minha caminhada. Sons tumultuosos, vindos de dentro de mim, como se uma tampa estivesse entreaberta. Vozes dissonantes, por vezes contraditórias, anónimas. Lamentos. A alegria perdia-se algures nestes surtos, como se algo em mim procurasse um ajuste de contas com o passado.
Recordei inúmeras vezes as nossas conversas. Fazia, vezes sem conta, um itinerário mental daqueles anos, como se o puzzle da minha vida se visse confrontado, agora, perto do fim, com um obstáculo intransponível. Via rostos de dúvida, agonia e alegria onde antes tinha visto segurança e firmeza. Muito novo, tudo isto."

 

FC

 

publicado por imprevistoseacasos às 12:07 | comentar | ver comentários (6) | favorito
tags: