Lars Von Trier e Cannes

O realizador pediu desculpas, mas foi tarde de mais

 

"A simpatia por Hitler valeu a Lars Von Trier um sinal proibido em Cannes. O cineasta foi declarado persona non grata pela direcção do festival de cinema francês, depois de ontem assumir-se “nazi” e declarar que compreendia e tinha simpatia por Hitler."

 

Mais aqui.

publicado por imprevistoseacasos às 17:33 | comentar | favorito