De volta...ficam as recordações e ainda o descanso...

É difícil voltar à realidade...fica algum vazio, mas sobretudo uma pouca vontade de voltar à rotina, aos compromissos, ao " ainda bem que já cá estás..."

Depois temos sempre as fotos, as recordações que com o tempo tendem a ficar mais românticas, sobretudo quando foram particularmente agradáveis. Lembro até hoje o meu primeiro dia em Praga. Muito nova, cheia de expectativas e sem grande experiências. Voltar lá foi difícil pois estava tão diferente, longe dos meus 22 anos...tanto. Diriam alguns amigos: "mais intolerante, mais crítica"... prefiro pensar que mais exigente e, sim é verdade, fiquei consciente de que as memórias podem ser datadas...

publicado por imprevistoseacasos às 23:06 | favorito